Coloque seu email para assinar o Site e receba notificações sobre novos posts e promoções.

Que tal o Facebook como intermediário entre você e seu banco?

Vamos começar com duas perguntas. Primeira: você confia no seu banco? Segunda: e no Facebook? Se suas respostas para essas questões são diferentes, então pode interessá-lo (ou incomodá-lo) saber que o FB quer fazer parcerias com bancos para que o Messenger possa se tornar algum tipo de interface entre o usuário e a instituição financeira.


 

O Facebook como seu banco: como será?

Quando os bancos que concordaram com a parceria ou o próprio Facebook comentam o assunto, a ideia parece bastante atrativa: haverá um chatbot alimentado por IA nos seus contatos do Messenger que vai responder perguntas como “Qual o saldo da minha conta?” ou “Quais são minhas transações pendentes?” e assim por diante, além de enviar alertas de fraude e informações sobre transações. Essas são questões respondidas com certa frequência pelos bancos, e fazer com que um chatbot as responda em vez de uma central de atendimento ao cliente pode economizar seu tempo e muito dinheiro para o banco.

Por exemplo, a American Express já tem um chatbot no Facebook Messenger que funciona exatamente dessa maneira. E o Facebook tem conversado com instituições como JPMorgan Chase, Wells Fargo, Citi Group, US Bancorp e outras para fechar mais parcerias como essa. Talvez a empresa possa ir ainda mais longe e tente criar um serviço financeiro digital similar ao Paypal com base em alguma plataforma do banco, uma vez que já implementou transferências de dinheiro entre pessoas via Messenger em alguns países.

Na verdade, os bancos também estão interessados nisso, já que têm tido muita dificuldade em se conectar com a geração mais nova que transita sem dificuldades no mundo dos apps Messenger, WhatsApp e afins. O Facebook está oferecendo a essas organizações a oportunidade de se atualizarem, contudo, para os usuários esse novo serviço pode ter um preço bem alto – e acabarem pagando por essa conveniência com sua privacidade.

Questões de segurança

Para que o chatbot responda sua pergunta, o Facebook tem de saber suas informações financeiras. De que outra forma poderia responder as perguntas relacionadas aos seus movimentos bancários?
Lembra-se do incidente com a Cambridge Analytica, quando as informações de cerca de 50 milhões de usuários do Facebook foram indevidamente utilizadas por uma empresa de análise? O Facebook também lembra e diz que não vai compartilhar as informações financeiras dos usuários com ninguém. Porém, a confiança em relação à empresa já estava relativamente baixa antes e diminuiu ainda mais após o incidente, de forma que as pessoas provavelmente não estarão ansiosas por entregar seus dados financeiros para Mark Zuckerberg e cia.

Se você tem uma conta do Facebook, a gigante da tecnologia provavelmente tem mais informações a seu respeito do que você imagina. Adicionar informações financeiras à essa equação parece demais.

É seguro usar o Facebook para serviços bancários?

Mesmo que você ignore o aspecto “não posso confiar meu dinheiro ao Facebook”, há outros problemas, e o principal deles é o aumento do potencial para fraudes e outros tipos de cibercrimes.
Com a sua conta financeira vinculada ao seu Messenger, um cibercriminoso que conseguisse acesso à primeira poderia imediatamente transferir todo seu saldo para alguma conta de lavagem de dinheiro e sacar.

Ou, digamos, poderiam usar a conta roubada para se passar por você e pedir dinheiro em seu nome para outras pessoas da sua lista de contatos. Já que o Messenger torna tão conveniente a transferência de dinheiro, provavelmente haveria mais pessoas dispostas a enviar dinheiro e ajudar “você”. Esse tipo de golpe já é bastante comum entre os cibercriminosos, mas conectar a sua conta financeira ao Messenger provavelmente resultaria em um aumento da sua popularidade.

Aqui está outro exemplo: cibercriminosos podem usar contas falsas para fingirem ser uma central de atendimento ao cliente do banco para informá-lo de uma fraude e persuadi-lo a inserir seus dados bancários em um site de phishing.

Com imaginação, não há limite para o que se pode inventar no sentido de outros esquemas de fraudes que envolvam a futura funcionalidade do Messenger de ser a interface entre você e o seu banco – nesta publicação mostramos apenas a ponta do iceberg.

Não é tão ruim – se feito corretamente

Em primeiro lugar, ninguém força você a conectar sua conta bancária ao Facebook – por enquanto essa decisão é sua. Segundo, ao mesmo tempo em que adicionar a plataforma ao mix certamente levanta algumas preocupações relacionadas à privacidade, isto não é ruim em termos de segurança. Já ouviu falar alguma vez do Facebook sendo hackeado e vazando informações? Não? É porque a empresa tem um time de segurança muito bom e realmente se preocupa com a proteção da sua conta. Por exemplo, a rede permite que você utilize a Yubikey para autenticação de dois fatores, que é atualmente considerada a maneira mais segura de implementar 2FA.

Então, se o Facebook mantiver sua promessa de não compartilhar seus dados bancários com terceiros, pode considerá-los protegidos – desde que você configure sua conta corretamente. Recomendamos que todos os usuários da plataforma leiam nossos posts relacionados e sobre configurações de segurança.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

ESET PARCEIRO EM DESTAQUE

+110

Milhões de usuários seguros no mundo todo

+102

prêmios de prestígio VB100

30

anos da tecnologia NOD32

13

centros globais de pesquisa e desenvolvimento

Pages

Política de Privacidade‎ / Devoluções e Garantia‎ / Entregas‎ / Pagamento‎ / Dúvidas mais Frequentes‎
© GROUP FJ SOLUÇÕES SEGURAS LTDA - 2018. Todos os direitos reservados.
Criado por: GROUP FJ.
Tecnologia GROUP FJ.
imagem-logo